No ano passado o porto de Leixões apresentou os melhores resultados de sempre no transporte de carga contentorizada, 6,6 milhões de toneladas de mercadoria, um aumento de 8% relativamente ao ano anterior e que ultrapassa o recorde alcançado em 2016 em 286 mil toneladas.

O transporte Ro-Ro também registou valores inéditos, apresentando um aumento de 9% face ao ano passado, com 1,15 milhões de toneladas, e passando por dois anos consecutivos a barreira de 1 milhão, tornando o Porto de Leixões líder nacional neste serviço.

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) comenta que estes aumentos se devem ao esforço feito directamente com as companhias e demonstra a confiança e aposta depositada neste porto: “o crescimento da carga contentorizada e do tráfego Roll-On/Roll-Off em Leixões é resultado directo do esforço que o nosso porto tem vindo a desenvolver junto de diferentes companhias, que confiaram e apostam em nós com novas escalas, novas rotas e novos navios”.

Também no transporte de granéis sólidos foi registado um aumento de 9%, porém, nos granéis líquidos foi registada uma quebra de 12%, o que a administração justifica como resultado da manutenção das refinarias nacionais, em especial em Matosinhos.

Nas principais mercadorias dedicadas à exportação em 2018, a APDL destaca a carga contentorizada, produtos refinados diversos e ferro/aço, e na importação o petróleo em bruto, a estilha de madeira e sucata de ferro.

Share This

Partilhar este artigo