Através do Seashuttle, um projecto liderado pela Samskip, estão a ser desenvolvidos e construídos dois porta-contentores 100% eléctricos para viagens de shortsea, que irão navegar entre a Polónia, Suécia e Noruega através de pilhas de combustível alimentadas a hidrogénio.

Numa primeira fase do projecto os navios serão abastecidos com hidrogénio na capital norueguesa, permitindo-lhes realizar 20% da viagem de ida e volta sem que haja emissão de poluentes para a atmosfera, procurando atingir as emissões zero ao longo de todo o percurso consoante outros portos tenham capacidade de abastecimento.

Are Grathen, director-geral da Samskip Norway, conta que a empresa tem o prazer de assumir a liderança deste projecto que irá tornar competitivo este serviço de zero emissões: “o que distingue este projecto – e que será decisivo para o seu sucesso – é a combinação do combustível e da tecnologia que o tornarão competitivo com as soluções actuais em termos de custos. Com os nossos parceiros, estamos convencidos de que esta ambição é realista”.

O responsável acredita que depois de se encontrarem operacionais “não há razão para que os navios de zero emissões não possam atrair as cargas dos 2.000 camiões que passam diariamente pelos portos noruegueses”, e que esta energia trará vantagens em termos de custos.

Este projecto é uma das seis iniciativas que integram o PILOT-E, um programa norueguês de tutela estatal que tem uma dotação de 100 milhões de euros para o desenvolvimento de soluções neutras em termos ambientais para as indústrias de transporte e da logística.

Share This

Partilhar este artigo