A Oforsep, empresa de soluções industriais portuguesa, volta a apostar no concelho que os viu nascer, Paredes, agora num investimento dirigido para uma nova unidade industrial no valor de 3,2 milhões de euros em capital próprio e ao abrigo do apoio do Programa Compete 2020. A nova nave de 2.600m2 irá ficar situada em Gandra, alicerçada no crescimento sustentado e constante tem vindo a alcançar desde a sua criação, em 2006.

Construída tendo em conta os mais altos padrões de eficiência energética e de reciclagem, a unidade irá ser dotada dos últimos avanços tecnológicos da área de actuação da empresa, indo quase quadruplicar a sua capacidade de produção com este investimento. Um dos investimentos da empresa passou por uma impressora industrial 3D, que irá ter um papel importante, tanto no laboratório de I&D, em termos de investigação e criação de novos protótipos, como na produção em série dos produtos a colocar no mercado.

A escolha do local passou, por um lado, por permanecer no concelho onde a empresa fora criada, devido ao grande número de colaboradores ali residentes, e por outro, encontram-se próximos do coração da indústria do mobiliário, uma das principais fontes de lucro da empresa, bem como à proximidade aos principais eixos rodoviários de acesso a Sul e Norte, e ao Porto de Leixões e ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro, locais importantes para se expandirem a nível internacional.

“Esta proximidade é importante não apenas para tornar ainda mais célere toda a nossa capacidade de intervenção juntos dos clientes, de norte a sul de Portugal, mas também vai representar um papel importante na nossa estratégia de internacionalização em curso, algo que é fundamental para a expansão da Oforsep neste mercado cada vez mais global”, conta a empresa.

Share This

Partilhar este artigo