A abertura das lojas do gigante espanhol do retalho em Portugal é aguardada com expectativa e tem feito manchete em tudo o que é meio, dos especializados aos económicos. Mas, como não há clientes felizes sem uma logística eficaz, na mira da Mercadona está já um centro logístico que venha a servir as suas futuras operações na zona sul de Portugal.

Foi hoje, durante o congresso da APLOG, em Lisboa, que Juan Jurado, da Mercadona, revelou que já procuram na região de Lisboa localização para um centro logístico.

Vale a pena relembrar a este propósito que o centro logístico da Póvoa de Varzim vai ser composto por duas naves, de 12 000 e 5 000 metros quadrados, respectivamente, para o armazenamento de produtos secos, perecíveis, refrigerados e congelados. A escolha daquela localização prende-se com a aposta no distrito do Porto para os primeiros passos da Mercadona além fronteiras: Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Gondomar…
Aliás, foi pensando também na sua estratégia para o mercado português, que o retalhista espanhol fez um avultado investimento (21 milhões de euros) na modernização da sua plataforma de León.

E, agora, ainda antes da abertura das primeiras lojas, a “Irmãdona” mostra-se imparável e já olha para Sul, com a logística no comando da expansão.

Share This

Partilhar este artigo