A empresa nacional de transformação e comércio de bacalhau Riberalves está a expandir a sua fábrica da Moita, a maior fábrica mundial de transformação de bacalhau, estando a sua conclusão prevista para Fevereiro do próximo ano.

O investimento de 4 milhões de euros dirige-se a um aumento de 20% nas áreas de refrigeração e da capacidade produtiva da fábrica, que irá fazer uma diferença significativa nas actuais 25 mil toneladas por ano que o grupo produz neste local. Com o aumento da fábrica irá também aumentar o número de colaboradores da empresa, de 450 para cerca de 480.

Ricardo Alves, Administrador do grupo Riberalves, conta que o investimento feito na inovação e tecnologia por parte da empresa tem sido uma das razões para o crescimento e para a preferência da empresa, “a capacidade de inovação, demonstrada essencialmente nos últimos 15 anos, permitiu que a Riberalves se tornasse referência mundial na produção do Bacalhau Demolhado Ultracongelado – Pronto a Cozinhar”, produto no qual, nos últimos anos, investiu mais de 40 milhões em tecnologia para assegurar o seu desenvolvimento e de todas as referências a ele associadas, e que representa cerca de 60% das vendas da empresa.

Com esta expansão o grupo pretende continuar a investir e a aumentar a produção deste produto, bem como fazer um investimento na criação de novos produtos que consigam ir ao encontro das novas tendências do mercado.

Actualmente, o líder do sector exporta 30% das suas vendas, dirigindo-se principalmente aos mercados de Portugal, Brasil e Angola, estando presente em mais de 20 países.

Share This

Partilhar este artigo